sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Seja bem vindo, Renato!!



Caros amigos e colegas,


Para quem sempre viu o nome de um tal “Renato” aí na equipe, mas nunca viu nenhum texto dele, aqui vai uma breve apresentação – sendo que o mesmo jura que daqui em diante irá postar com certa freqüência.


Formado em Biotecnologia pela UNESP, agora cursa Psicologia pela USP – estudioso o rapaz não?


Foi forçado a desencanar do investimento em um Cello tempos atrás, após tentar reverter o término de um relacionamento via celular e receber uma conta centenária, financeiramente dizendo. – Eis uma nova modalidade de frustração Cellística; está quase para um estelionato musico-artistico-emocional. hehehe


Mas o cara foi prático; optou pelo violino por uns tempos, mesmo assim mantendo aquela paixão pelo Cello, engavetada, até tempos melhores que estão por vir e descobriu que ligar para um celular no calor da paixão pode virar prejuízo. rs


Musicalmente está com o pé calcado no Rock. Me confessou que por questões de “porte físico”, optou por deixar os cabelos crescerem do que entrar em uma academia – o que cá entre nós, concordo plenamente, é bem menos trabalhoso... hehehe. Mas, como o resto da equipe, pegou gosto pelo erudito e tudo o mais que é bonito, bem feito e consegue despertar algum tipo de sentimento. Anda com algumas neuras quanto ao “em tese” – minimalismo – do Philip Glass, mas não dispensa nossos queridos Bach, Vivaldi, Beethoven e Sakamoto.


Deve ser coisa da formação em Biotecnologia do cidadão – e tenho sérias duvidas quanto a presença do mesmo nas aulas de Biotética; visto que de acordo com ele, come “(...) todos os dias a mesma porcaria: macarrão com molho pronto, 2 hamburguers feitos no microondas, 5 salsichas esquentadas e as vezes um ovo. Fica um lixo, mas fica pronto em menos de 10 minutos. É muito prático e tem todos os nutrientes que preciso. Essa é minha alimentação há uns 3 anos e não morri até agora”. Mais um indício sobre a questão da ausência ás aulas de Biotética, é sua mania de só beber água – Isso está me cheirando a discriminação quanto às coitadas das bactérias para a fermentação do vinho ou as leveduras da cerveja?

De qualquer modo isso pelo jeito irá mudar em breve, pois, percebeu que anda tomando prejuízos nas noitadas Open Bar. (Enquanto isso, o fígado e os rins agradecem... hehehe)


Adepto da sonoterapia; embora as leituras esteja quase todas focadas à Psicologia, de vez em quando ataca de Assis, Lispector, Drummond e tem alguma ligação com Augusto dos Anjos. Admite que não entende picas de Cinema, mas se identifica com os trabalhos de Ingmar Bergman. Bom, imagina se entendesse então? hehehe



Renato meu caro, puxe uma cadeira, tem água gelada na geladeira, deixe o vinho e a cerveja para mim e para a Cecília – estamos de olho nas garrafas hein? hehehe e seja muitíssimo bem vindo ao Vinho & Cigarros!!



Um comentário:

Santa Cecilia disse...

Trocar o cello pelo violino é arqui-traição! Rsrsrs...

Seja benvindo, Renato. :)