quinta-feira, 28 de agosto de 2008

...devaneios de uma mente embotada parte 527 e "The String Quartet Project"

Bom,

Ia eu escrever algo aqui sobre a recente estada de um primo meu e seu amigo aqui em casa – ambos na casa dos 16 e 17 anos – bem como a diferença de idade – leia-se “gás” para acompanhá-los nas noitadas – e também como foi a saga etílica em épocas de lei seca em uma cidade como Limeira. Lamentável, desisti. Escrever sobre os porres de meu primo? Que coisa mais sem graça, estavam aqui com a desculpa de praticar inglês, mas adivinhem qual era a real? Coisinha bem básica, adolescentes vindo parar em uma sociedade zuadamente liberal como a nossa, vindos de uma hiper controlada e correta, que é a Alemã.

Mas de qualquer forma, o curioso foi saber por parte de meu primo – 17 anos – a noção verbalizada de que jamais viria a morar por aqui por julgar que as coisas não funcionam. Interessantíssimo isso, algo a se pensar realmente...

Mudando de Assunto...

“The String Quartet Tribute”

"Mas" mudei de idéia, então escrevo um pouco aqui sobre um projeto encabeçado pela “Vitamin Records”, um selo Norte Americano fundado em 1999 como uma subsidiária da CMH Records.

A idéia deste selo é o lançamento de CD’s com releituras de várias bandas em versões em quarteto de cordas, sendo que atualmente eles tem algo em torno de 185 CD’s lançados, em minha opinião, em sua grande maioria apenas caça-níqueis disfarçados em releituras semi-eruditas de grupos contemporâneos. Péssimo.

“Mas”, a grande sacada deste projeto é saber que os lançamentos por eles feito, sob o nome de “The String Quartet Tribute”, na verdade, na verdade são vários quartetos diferentes, então alguns ainda ousam fazer algo diferente que não seja a execução musical “nota a nota” das bandas-objetivo. Estes sim, valem a pena pela curiosidade por uma nova reinterpretação musical.

Estes trabalhos no entanto; são difíceis de se encontrar. Bem difíceis. Basicamente pelo motivo que mencionei acima, a visível vocação para “caça níqueis” musical. Não questiono a validade de uma gravação em quarteto por exemplo de, trabalhos como Led Zeppelin, Pink Floyd ou até mesmo U2. Mas questiono a validade de gravações de conjuntos de rap Norte Americano, Hardcore e afins. E, principalmente tributos à bandas mainstream que lançaram apenas um único CD, visivelmente composto para vendagem apenas. Enfim, minhas críticas apenas...

De qualquer formo, aproveito aqui para lhes postar 2 albuns que achei interessantes em releituras em cordas... São estes;

The String Quartet – Tribute to Pink Floyd, “The Dark Side Of The Moon”

The String Quartet – Tribute to U2, “The Joshua Tree
























3 comentários:

Drieli disse...

Você conhece Pink Floyd?
Eu nunca ouvi falar...

Theopi disse...

oi Andreas,

coloquei um link pro teu post "Violinos, Cello, Rock... Pt. 04" no perfil da comunidade do Human Drama. teu texto ficou muito bom e completo, melhor que qualquer um que eu pudesse fazer para apresentar a banda.
enfim, espero que não haja problema. qualquer coisa avise (por orkut ou e-mail: varvakis(at)gmail.com) que eu tiro.

até mais,
Theopi

noebenjamin disse...

Buen día. ¿Puedes subir nuevamente el de Joshua Tree?

¡Gracias!