quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Duport - 21 Estudos Para Cello



Finalizando as postagens dos métodos que foram foco de estudos do ensaio da Srta. Sheila Sampaio em seu “Análise e Classificação de Estudos Selecionados Para Cello” - Disponivel aqui, em algum lugar deste blog – segue agora os famosos 21 estudos para Cello Solo.


Os métodos modernos para Cello surgiram aproximadamente em fins do século 18.

Enquanto os grandes mestres Italianos iniciaram o desenvolvimento da arte e técnica do Violino antes do fim do século Dezessete, coube ao Francês Jean-Pierre Duport trazer um pouco de ordem e alavancar os materiais disponíveis para o estudo do Cello com, com o seu “Ensaio de digitação e condução de arco” e estes 21 estudos para o Cello Solo; ambos, sendo considerados hoje em dia um trabalho seminal para o desenvolvimento da técnica do instrumento.

Estes estudos foram escritos com o objetivo de desenvolver a agilidade da mão esquerda bem como uma melhor técnica de arco, para Cellistas intermediários e avançados.

Jean-Pierre Duport nasceu em 27 de novembro de 1741, e era o feliz proprietário original do Stradivarius que leva seu nome, o “Duport Stradivarius” – este, que esteve em mãos do Cellista Russo Mstislav Rostropovich, até sua morte.

Junto com seu irmão – também Cellista, Jean-Louis Duport, Jean-Pierre era bastante ativo na vida musical da França e da Alemanha. Tendo realizado seus estudos junto a Martin Berteau, ambos eram amigos de Beethoven.

Em fevereiro de 1796, Beethoven deixou Vienna para uma tour de cinco meses que com destino à Praga, acompanhado pelo Príncipe Lichnowsky – que por sua vez, acompanhou Mozart em 1789 – passando por Dresden, Leipzig e Berlin; onde ficou maravilhado e foi influenciado pela alta qualidade das atividades musicais desenvolvidas na corte de Friedrich Wilhelm II da Prússia; aonde Jean Pierre era diretor do departamento da Orquestra de Câmara.

Em 1812, Jean-Pierre retornou a Paris, aonde encontrou Napoleão e este, insistiu em experimentar seu Stradivarius. É documentado que, Napoleão disse: “Como diabos você consegue segurar esta coisa, Monsieur Duport?” Claro que, com esta afirmação, Duport ficou tão preocupado que Napoleão pudesse danificá-lo, que devolveu seu Cello às mãos de Duport, em meio a risos. E, é fato que, Napoleão fez propositalmente, uma pequena marca na lateral do Cello, que ainda hoje pode ser vista no instrumento...


Link:

2 comentários:

Laura disse...

Demais!!!!!!
Sempre conto com vc pra essas postagens!

Andreas disse...

Seja bem vinda, Laura.. :)